Os melhores e os piores empregos de 2014

Mantendo a temática dos tops de empregos, descobri também as previsões americanas em 2013, do que seriam os melhores empregos em 2014.
Melhor, neste caso significam as profissões com maior taxa de crescimento e com os salários mais elevados.

Os melhores empregos 2014
Photo Credit: JD Hancock via Compfight cc


melhores = maior taxa de crescimento, salário elevado

1. Programador de software, aplicações e sistemas

2. Analista de Pesquisa de Mercado e Especialista em Marketing

3. Especialista em Formação e Desenvolvimento

4. Analista Financeiro

5. Fisioterapeuta

6. Programador Web

7. Gerente de Logística

8. Administrador de Bases de Dados

9. Planeador de Eventos, Reuniões e Convenções

10. Intérprete e Tradutor

11. Engenheiro Petrolífero

12. Analista de Informação e Segurança

Claro que a lista acima reflecte a realidade Norte Americana e baseia-se essencialmente, no valor ganho por hora de cada um destes profissionais.

Mudando de continente, também a lista muda um bocadinho.
Vejam os empregos com salários mais elevados do Reino Unido (ou seja, um dos factores para ser considerado "o melhor")

Empregos com os Maiores Salários versão UK

1. C.E.O.
Chief Executive Officer ou, basicamente, Administrador
Não há curso específico, mas experiência na área e um MBA ajudam.

2. Piloto
curso nada barato + horas e horas de voo

3. Controlador de Tráfego Aéreo
Competências requisitadas: articulação de palavras, capacidade de decisão, elevada capacidade de concentração, resolução de problemas e competências numéricas.

4. Director de Marketing e Vendas

5. Juristas
Profissionais do Direito, que não sejam advogados, juízes nem solicitadores. Basicamente são conselheiros e representantes legais dos seus clientes: indivíduos ou organizações. Pode parecer uma repetição das funções de um advogado, mas eu conheço uma jurista especializada em propriedade industrial!


E como ter um ponto de comparação é sempre benéfico e até essencial para termos uma perspectiva bem formada, segue a lista dos piores empregos de 2014, para a realidade USA.
Inversamente às listas anteriores, estes são considerados "os piores" tendo em conta a tendência decrescente de contratação, os salários reduzidos e os níveis de stresse que acompanham estas ocupações.

Piores empregos 2014
Pior = contratação decrescente, elevados níveis de stress, salários reduzidos
Photo Credit: Jose Mª R. T. via Compfight cc

1. Madeireiro
Mecanização dos processos + locais de trabalho remotos + baixos salários

2. Jornalista (imprensa escrita)
O digital leva ao abandono do papel (que vem das árvores... será que o declínio destas duas primeiras profissões estão relacionadas?) e ao fecho de muitas publicações.

3. Militares
A ocupação mais stressante e perigosa

4. Taxista
Stress + perigo + baixo salário

5. Jornalista de rádio
Poucos postos > muita concorrência > stress elevado

6. Chef de cozinha
Desta tenho as minhas dúvidas, uma vez que no nosso país há cada vez mais procura e os salários são bem interessantes. Pontos negativos: horário de trabalho + stress

7. Assistente de Bordo

8. Lixeiro

9. Bombeiro
considerada a profissão mais stressante actividade civil de acordo com estes senhores

10. Guarda Prisional

Se quiserem encontrar uma lista dos empregos do futuro, talvez boas alternativas aos que aqui estão elencados, cliquem neste link.

Se gostaram deste post, partilhem através do Google+ ou do Facebook!
Obrigada pelos vossos comentários.

2 comentários:

  1. Olá Teresa,


    Eu ao ver estes artigos sobre os melhores vs piores vs respectivas localizações vs ano considerado fico a pensar em vários pontos:

    - as prioridades / factores mais valorizados em termos de trabalho diferem entre Estados Unidos e Reino Unido (leia-se: Europa); exemplo disso é o Director de Vendas e Marketing ser um dos piores de um lado, e um dos melhores do outro, ainda que em anos diferentes...

    - os profissionais em início de carreira estão assim-assim; ou pelo menos estes estudos parecem incidir mais em profissionais séniores - o que acaba por fazer sentido, caso consigam ter uma visão mais abrangente da vida profissional

    - talvez isto explique o porquê de, hoje em dia, se falar tanto em empreendedorismo, se repararmos que a maioria dos empregos "piores" são de profissionais a trabalharem por conta de outrém...


    São as reflexões que me ficam da série de artigos sobre este tema, e que deixo aqui a "marinar"... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel,

      Obrigada pelos teus contributos para esta marinada sobre profissões!
      Adorei a tua interpretação do porquê de hoje em dia se falar tanto em empreendedorismo :)
      Se queres acrescentar mais uns "raminhos" a esta marinada, compara estas listas com as deste artigo http://www.eumarcaregistada.com/2014/10/os-mais-felizes-e-os-mais-infelizes.html

      Beijinhos e obrigada +1x

      Eliminar