Personal Brander: Ri-te!


Há dias em que o mundo parece virado do avesso, em rota de colisão com o nosso percurso e não há fartura do Senhor de Matosinhos que o amaine. Entrando em modo desmotivado, com a comichão do sentimento de injustiça (e ok, uma pitada de autocomiseração à mistura...!), para mim só há duas soluções: uma massagem e reagir! Porque a Marca Pessoal também se faz de sorrisos, o optimismo praticado é uma ferramenta com aplicação profissional. Como é que se dá a volta por cima?

1. Dizem os Budistas - e pelos vistos os senhores do desenvolvimento pessoal, depois deles - que sorrir relaxa :) Mexe músculos, faz-nos rir da nossa triste figura, inspira outros e pelos vistos, é contagioso;

2. Diz o Tom Peters (guru do branding pessoal e utilizador assumido de Prozac), que as pessoas que transpiram optimismo e auto-confiança, inspiram esses estados nas outras pessoas. Ele recomenda treinar sorrir (em frente ao espelho por exemplo) e descobrir o que nos faz sentir melhor, como usar uma camisa nova antes de uma reunião;

3. Faz uma actividade física qualquer, de preferência ao ar livre. O ar puro, o vento e às vezes a chuva, quando bem apreciada, são terapêuticos;

4. Pratica a arte perdida do intervalo: nem que seja de apenas alguns minutos, mas estica-te, alonga os músculos ou respira fundo, várias vezes ao longo do dia;

5. Pratica o optimismo, descobrindo o que te faz sentir bem: um passeio, um telefonema, natinhas com canela, uma massagem, caminhar descalço, dizer palavras estapafúrdias e estrambólicas ou escaganifobéticas (obrigada Sumol!). Repete quantas vezes for necessário.

Qual é o objectivo?
Deitar fora a caixa que nos deram e que diz que quando estamos virados do avesso, não há nada a fazer, que a vida é complicada e que vamos andando nunca pior. Depois disso é espalhar sorrisos como se fossem grátis! :)

Sem comentários:

Enviar um comentário