Fotos Profissionais

A privacidade é um bem cada vez mais raro. Quando surgiu o primeiro programa Big Brother, lembro-me de ter ficado chocada com a facilidade com que as pessoas abdicavam do seu direito à privacidade por alguns momentos de exposição televisiva.

A verdade é que hoje em dia, com a explosão das redes sociais, todos nós baixamos os muros da nossa vida pessoal - uns mais, outros menos - e expomo-nos mais. Com todos os benefícios e desafios que daí advêm.

Uma vez que a Marca Pessoal também vive das imagens que publicamos, convém prestar atenção ao mundo que transmitimos pelas nossas fotos. Em nome da coerência e da criação de uma imagem profissional, aconselho a escolha de uma foto de perfil e o seu uso em todas as redes sociais. Atenção também:

•    à roupa que vai usar: camisa e blazer será o mais adequado. Pode-se inovar com acessórios, mas sem exagero;
•    ao fundo: algo liso ou com pouco ruído para não distrair do elemento principal: o EU;
•    à pose: não se trata de uma foto tipo passe, por isso não tem que estar de frente para o fotógrafo. Pode posicionar-se ligeiramente de lado, apoiar os braços em algum objecto (por ex. há jornalistas que apoiam os braços numa câmara, mas pode colocá-las num corrimão, mesa, ...);
•    se aparecerem os braços, deixe as mãos visíveis (ex: se estiver de braços cruzados, não esconda uma das mãos. É um truque que transmite mais disponibilidade para quem vê, em modo subliminar :) );
•   ao sorriso: não faça uma cara muito séria, mostre um sorriso por muito mini que seja. Todos reagimos bem à simpatia.

Sem comentários:

Enviar um comentário